18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Portugal fecha Europeu de pista com quarto lugar que sabe a pódio

Diogo Narciso e Iúri Leitão conseguiram o quarto lugar na prova de Madison que encerrou hoje, em Munique, Alemanha, o Campeonato da Europa de Pista. Foi um quarto lugar celebrado pela delegação nacional como se fosse uma medalha, porque foi conseguido numa corrida duríssima, perante adversários do mais alto nível mundial e porque foi a estreia a este nível da dupla portuguesa.

 

Os 50 quilómetros – 250 voltas – previam-se frenéticos e foi isso mesmo que aconteceu. A primeira fase da corrida foi tão intensa e veloz que nenhuma dupla conseguiu dobrar as demais, dado que o pelotão estava nivelado por cima. Nesta parte da prova, a missão nacional era seguir com os primeiros, numa estratégia de contenção.

 

“Tínhamos consciência de que a fase inicial seria uma corrida de eliminação”, explica o selecionador nacional, Gabriel Mendes. Foi isso mesmo que sucedeu. De tal modo que das 15 nações participantes, só as nove mais fortes conseguiram terminar a prova, pois as restantes foram sendo excluídas da pista à medida que perdiam voltas para o grupo dos primeiros.

Passado, com sucesso, o choque inicial. Os dois corredores portugueses começaram a ser mais ousados. Desferiram o primeiro ataque a 135 voltas do final, perto da entrada na segunda metade da prova. Mas foi apenas com outra movimentação que conseguiram somar os 20 pontos de dobrarem o pelotão.

 

Depois desse esforço acrescido para ganhar a volta, Diogo Narciso e Iúri Leitão mantiveram-se focados e foram pontuando em mais alguns sprints. Portugal fechou o madison com 43 pontos, resultantes da volta de avanço e da pontuação obtida em sete dos 25 sprints da corrida. Foi um desempenho que valeu a quarta posição e que deixou o selecionador nacional exultante.

 

“Fizemos a nossa corrida passo e passo e na parte final pontuámos o máximo que conseguimos. Os dois corredores estiveram espectaculares, mesmo tecnicamente. O Diogo fez aqui a sua primeira prova de madison, que é só a mais exigente em termos técnicos e motores de todas as disciplinas de resistência de pista. A experiência do Iúri foi extremamente importante no sucesso desta dupla. Estou extremamente orgulhoso com o trabalho deles. Saímos daqui muito mais ricos do que cá chegámos e superámos os objetivos”, considera Gabriel Mendes.

 

“Fazer quarto num madison deste nível é fantástico. Foi sofrer, sofrer, sofrer. Tivemos de arrancar três vezes para conseguirmos dar a volta. Foi uma corrida mesmo muito dura. Não podia sair mais satisfeito do meu primeiro Europeu de elite, primeiro com um sexto lugar na corrida por pontos e agora com o quarto numa disciplina olímpica. Devo muito ao Iúri, porque nos ajuda a evoluir com os seus conselhos”, afirmou Diogo Narciso após a corrida.

 

Iúri Leitão destacou o trabalho do companheiro de Seleção. “Agradeço ao Diogo pelo esforço monumental que fez. Teve um início de época muito duro, com lesões, e conseguiu superar-se. Estou mesmo orgulhoso de fazer este quarto lugar com ele. Temos uma seleção menos experiente do que as outras. Enfrentamos seleções com décadas de experiência no ciclismo de pista. Eu e o Diogo estamos aqui há três anos”, recorda Iúri Leitão.

 

O pódio do Madison foi formado pelos alemães Roger Kluge e Theo Reinhardt, com 101 pontos, pelos franceses Thomas Boudat e Donavan Grondin, com 91, e pelos belgas Robbe Ghys Fabio van den Bossche, com 58.

 

Portugal participou neste Campeonato da Europa com uma equipa maioritariamente jovem, mas conseguiu desempenhos de alto nível, como o de hoje, e um título europeu. A medalha de ouro foi conquistada por Iúri Leitão na disciplina de Scratch.

 

Periodicidade Diária

domingo, 3 de março de 2024 – 23:30:25

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...