18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Cinco portugueses em ação no primeiro dia do Europeu de estrada

O Campeonato da Europa de Estrada começa, nesta quarta-feira, em Emmen, Países Baixos, com cinco portugueses nas listas de partida para os contrarrelógios de elite e sub-23.

 

Na categoria máxima Portugal apenas compete no setor masculino, estando representando por Ivo Oliveira e por Nelson Oliveira. Em sub-23 masculinos as cores nacionais serão defendidas por António Morgado e Gonçalo Tavares, enquanto em sub-23 femininas será Daniela Campos a correr por Portugal.

 

As três corridas acontecem na tarde de quarta-feira, todas com partida e chegada em Emmen. Os sub-23 vão percorrer 20,6 quilómetros, enquanto a prova de elite terá 29,5 quilómetros. Os dois percursos são totalmente planos e a previsão meteorológica aponta para um dia de sol, mas com vento forte.

 

Hoje foi dia de reconhecimento do percurso, altura para os corredores e os selecionadores nacionais ficarem com uma ideia precisa das condições que vão encontrar amanhã. “Quando vimos correr a este país, já sabemos que há grande probabilidade de termos percursos planos fortemente marcados pelo vento. Temos de nos adaptar o melhor possível para lutar por bons resultados. Isso é válido para o contrarrelógio, mas também para as provas de fundo, nas quais considero que temos um coletivo forte para este percurso, sobretudo em elite”, considera José Poeira.

 

Chegado diretamente da Vuelta, Nelson Oliveira, o mais experiente dos contrarrelogistas portugueses presentes em Emmen, faz um diagnóstico ao que encontrou no treino desta manhã: “Vai ser um crono muito rápido, porque é totalmente plano e nada técnico, quase sempre disputado em retas. O vento terá uma forte influência. Será necessário ter um domínio completo da bicicleta, porque pode haver rajadas que nos atirem para fora da estrada. O vento será de costas na fase final. Nestas condições, os ciclistas mais pesados saem beneficiados, mas vou dar o máximo. Depois da Volta a Espanha ainda não sei como o corpo irá reagir, mas espero que bem”.

 

José Luis Algarra, selecionador nacional de ciclismo feminino, vê pontos positivos no percurso, sob o ponto de vista motivacional. “As longas retas permite ver a atleta da frente e isso é um fator importante no contrarrelógio, porque é motivador tentar alcançar a ciclista que sai à frente. A Daniela terá de gerir muito bem a energia disponível, mas o mais importante de tudo será saber ler os sinais do corpo e gerir as sensações ao longo do contrarrelógio”, explica o responsável técnico.

O horário de partida exato de cada corredor será conhecido ao final da tarde de hoje. O contrarrelógio de sub-23 femininas começa às 11h00, o de sub-23 masculinos às 12h05 e o de elite às 15h15.

 

Alteração na Seleção de Sub-23

A Seleção Nacional de Sub-23 sofreu uma alteração de última hora para a prova de fundo. Lucas Lopes, que estava convocado, sofreu uma fratura de clavícula e já não irá viajar para os Países Baixos. Será substituído por João Martins, que se juntará a António Morgado, Gonçalo Tavares e Diogo Narciso.

 

Periodicidade Diária

terça-feira, 18 de junho de 2024 – 12:44:45

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...