18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Marta Paço de ouro e Camilo Abdula Bronze no Mundial de Parasurfing

“Este título mundial foi o mais difícil dos três que já conquistei” confessa 
Marta Paço
 
Portugal conseguiu, hoje, em Huntington Beach, cumprir todos os objetivos a que se propunha no Mundial ISA de Para Surfing, voltando a casa com mais duas medalhas: ouro para Marta Paço e bronze para Camilo Abdula, que desta vez não resistiu ao incrível surf do brasileiro Roberto Pino, que ganhou o ouro com um score total de 16.94 depois de nas meias-finais ter feito dois 10. Incrível. A prata foi para o japonês Shingo Kato e o quarto lugar para o francês Maxime Clarkin.
Marta Paço, que hoje conquistou o seu terceiro título mundial consecutivo na divisão VI 1 ,mais uma vez, acompanhada pelo seu treinador e Selecionador Nacional Tiago Prieto como “spotter” (o guia da surfista cega na água), assumiu que este foi o título “mais difícil” da carreira: 
“Cada medalha é diferente, todos os anos há sentimentos e sensações diferentes, e este título foi o mais difícil dos três que já conquistei, mas tem esse lado de superação e triunfo, com mais esforço para ultrapassar a parte mental. As condições este ano foram muito diferentes, esta onda tem um pouco mais de força do que estou habituada e estimulou mais a minha ansiedade, o que se refletiu nos meus heats. Mas saio com a sensação de dever cumprido e espero estar aqui de novo para o ano e ainda mais forte.”
 
Camilo Abdula, por sua vez, não escondeu alguma frustração, mas assumiu:
“Missão cumprida. O objetivo era chegar à final e consegui-o. Não consegui ser novamente primeiro, mas a competição é assim e os adversários, hoje, estiveram melhor.O mar também estava bonito mas complicado e não consegui encontrar as minhas ondas, mas é aceitar e... para o ano há mais!”
 
Finalmente, João Aranha, presidente da Federação Portuguesa de Surf e líder da comitiva fez um balanço naturalmente positivo da prestação da equipa comandada por Tiago Prieto:
“Cumprimos todos os objetivos e com aprendizagem dos mais novos da equipa, sobretudo do Afonso que nunca cá tinha vindo. Num ano complicado financeiramente com muita ginástica orçamental e com redobrado apoio dos nossos patrocinadores Gold Energy e do Banco BPI, conseguimos vir aqui fazer o nosso trabalho e esta equipa está de parabéns!”
 
A Seleção Nacional orientada por Tiago Prieto:
Camilo Abdula – Stand 1
Marta Paço – VI 1
Tomás Freitas - Kneel
Afonso Faria – Prone 2
 

Periodicidade Diária

quinta-feira, 13 de junho de 2024 – 17:11:27

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...