18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

CPBS debate Inteligência Artificial, Ética e Direito: Rumo a um desenvolvimento responsável

 
Dia 6 de maio, entre as 16h15 e as 18h, realiza-se a conferência, via zoom sobre Inteligência Artificial, Ética e Direito: Rumo a um desenvolvimento responsável
Os mais recentes avanços na regulação da Inteligência Artificial (IA) e o impacto do ChatGPT na revitalização do interesse pela Ética são temas cruciais tendo em conta o rápido progresso tecnológico que estamos a assistir. À medida que a IA redefine os limites da inovação, é imperativo considerar as suas implicações éticas, legais e sociais. A segunda conferência online sobre Inteligência Artificial, organizada pelo Fórum de Ética da Católica Porto Business School, que ocorre dia 6 de maio, entre as 16h15 e as 18h, conta com a presença de Ann Skeet (diretora sénior de Ética na Liderança no Markkula Center for Applied Ethics), Luís Pinto (consultor em San Francisco em Edtech e Sustentabilidade) e de Pedro Freitas (membro do Grupo de Investigação em Direito e Inteligência Artificial na Universidade Católica Portuguesa.
 
As interseções entre ética, direito e tecnologia são complexas, mas compreendê-las é fundamental para orientar o desenvolvimento e a utilização da Inteligência Artificial. Essa compreensão e definição de limites serão a garantia de que a IA respeita os Direitos Humanos, promove a transparência e minimiza os riscos de violação dos valores fundamentais que regem a convivência em sociedade. "Enquanto educadores e profissionais, temos o dever de abordar estas questões de uma maneira crítica e proativa, assegurando que a IA contribua positivamente para a sociedade. A Ética e o Direito são fundamentais para guiar o desenvolvimento e o uso da Inteligência Artificial, assegurando que respeitem os Direitos Humanos, fomentam a transparência e minimizam os riscos sociais. Não iremos abordar temas teóricos, mas sim os princípios e diretrizes éticas que devem orientar tanto a gestão e os profissionais da área tecnológica quanto a sociedade em geral no desenvolvimento, implementação e utilização de sistemas de IA”, refere Helena Gonçalves, coordenadora do Fórum de Ética da Católica Porto Business School.
 
Durante a tarde, estão confirmadas três palestras: "Como o ChatGPT está a revigorar o interesse na Ética", por Ann Skeet, diretora sénior de Ética na Liderança no Markkula Center for Applied Ethics; "Inteligência Artificial e tecnologia - plataformas e sistemas", por Luís Pinto, consultor em San Francisco em Edtech e Sustentabilidade; e "Últimos desenvolvimentos na regulação da IA", por Pedro Freitas, membro do Grupo de Investigação em Direito e Inteligência Artificial na UCP, docente e investigador na Global School of Law da Universidade Católica Portuguesa.
 
A realização da segunda conferência online sobre Inteligência Artificial, organizada pelo Fórum de Ética da Católica Porto Business School e como parte do curso executivo Chief Ethics & Compliance Officer, proporcionará uma oportunidade única para explorar tanto o presente quanto o futuro da IA, analisando os seus desafios e oportunidades sob diversas perspetivas, incluindo ética, direito e tecnologia. Será um espaço de diálogo e reflexão sobre como podemos promover o desenvolvimento e a implementação responsável da IA em benefício de toda a sociedade.
 

Periodicidade Diária

sábado, 13 de julho de 2024 – 12:57:24

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...