Favoritos desiludiram na 5ª etapa do Red Bull Cliff Diving World Series

 

Polignano a Mare – considerada a “Meca” europeia do Cliff Diving – voltou este fim-de-semana a reunir os melhores atletas do Mundo. Desta vez os favoritos acabaram por não confirmar a sua supremacia, relançando assim a competição do Red Bull Cliff Diving World Series 2016. O russo Artem Silchenko e a canadiana Lysanne Richard levaram o ouro, aplaudidos por mais de 70 mil espectadores.

 

Antes de Polignano a Mare, a quinta etapa do Red Bull Cliff Diving World Series disputada no último fim-de-semana(28 de agosto) nesta famosa estância balnear transalpina, o nome de Gary Hunt deixava no ar pouca margem para dúvidas. Com três vitórias em quatro etapas, o britânico parecia tranquilo no caminho para o seu sexto título. Daí ser apontado como o grande favorito para a etapa disputada nas águas do mar Adriático. Cumprida toda a ação, o resultado acabou por não corresponder às expectativas, ao ponto do atual defensor do título nem ter sequer chegado à final – terminou num modesto 10º lugar da geral.

 

Em Itália houve uma estrela que voltou a brilhar no firmamento desta exigente modalidade, comsaltos de 27 metros de altura a proporcionarem aos atletas uma aceleração no ar muito próxima de um Fórmula 1.

 

 

Perante mais de 70 mil espectadores, o russo Artem Silchenko fez sensação e regressou às vitórias, quebrando assim um jejum de 23 meses: “Estou muito feliz por ter conseguido voltar ao meu melhor nível, vencer é uma sensação que não saboreava há muito tempo. Penso que o segredo foi o meu salto com o pino, foi aqui que tudo se decidiu”. O pódio ficou completo, respetivamente, com o norte-americano Steven LoBue e o mexicano Jonathan Paredes – com este último a ver as suas esperanças relançadas no que respeita ao título de 2016.

 

Depois dos Açores em julho passado, a competição feminina voltou ao ativo – com a terceira etapada temporada.

 

 

Também aqui os resultados surpreenderam, colocando em destaque a atleta canadiana Lysanne Richard: “Foi fantástico vencer aqui, posso até dizer que esta é a minhalocalização preferida de toda a temporada”.

 

A australiana Rhiannan Iffland, a “wildcard” que fez sensação ao vencer as duas primeiras etapas da época, e a norte-americana Rachelle Simpson ocuparam, respetivamente, os restantes lugares do pódio.

 

A ação do Red Bull Cliff Diving Wortld Series regressa no dia de 11 de setembro à Lagoa Azul de Pembrokeshire, no País de Gales.

 

créditos fotográficos:

Romina Amato | Red Bull Content Pool

 

 

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...