18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Atlantic Surf Fest: Ben Skinner vence Europeu de longboard em Gaia

O inglês Ben Skinner, tetra-campeão europeu e Top 5 mundial de longboard, venceu hoje, no último dia do Atlantic Surf Fest 2015, a primeira etapa do circuito europeu da modalidade, batendo o francês Emilien Fleury numa final bastante equilibrada, em ondas de meio metro, na praia de Canide Norte – Grão d’Areia.

 

Skinner, que tem uma longa e feliz relação com as ondas portuguesas, venceu um campeonato de longboard pela sétima vez em Portugal, reconhecendo essa ligação especial com o nosso país.

 

“A realidade é que me sinto sempre muito bem em Portugal! De cada vez que chego cá, seja ao norte, centro, sul ou ilhas, sinto-me como em casa, bem recebido... as pessoas acolhem-me sempre muito bem e transmitem uma boa vibração, por isso gosto tanto de voltar. Estou muito feliz com esta vitória, que foi bastante disputada com o Emilien. Pudemos mostrar o nosso nível de longboard, com bons momentos clássicos e outros mais progressivos, por isso penso que foi o longboard europeu que venceu hoje aqui”, afirmou o campeão, de 30 anos.

 

Emilien Fleury, que foi o atleta com as melhores pontuações do evento a seguir a Skinner, teve de contentar-se com o segundo lugar, depois de ter batido nas meias-finais o experiente brasileiro Jefson Silva, que aproveitou uma estadia na Europa para competir no Atlantic Surf Fest.

 

“Jêjê”, como é conhecido o simpático brasileiro, não conseguiu bater o seu colega Top 16 mundial nas meias-finais, terminando esta prova em terceiro lugar, a par da grande surpresa do evento, o jovem inglês Jack Unsworth, que assim se afirma como forte candidato ao título europeu de longboard deste ano.

 

Entre os portugueses, destaque para Luís Esteves, de Faro, e João Dantas, de S. Pedro do Estoril. Os dois melhores longboarders nacionais nesta primeira etapa do circuito europeu terminaram em sétimo lugar ex-aequo, provando a cada vez maior renovação da modalidade em Portugal.

 

“Foi muito importante, para mim, competir nesta prova”, comentou Dantas. “Eu só comecei a entrar em competições no ano passado, mas estar aqui ao lado de longboarders como o Ben, o Emilien ou o Jefson, faz muito bem e ajuda-nos a evoluir. Gostava de ter conseguido mais oportunidades para mostrar o meu surf nas meia-finais, mas não consegui apanhar boas ondas hoje de manhã. De qualquer forma, um sétimo lugar é muito bom e vou confiante para a última etapa, que vai ser em casa”, concluiu o longboarder de 17 anos. 

 

Esta prova marcou igualmente o regresso do circuito europeu de longboard, após dois anos de inactividade. Para o português Rui Félix, director técnico da Federação Europeia de Surf, “foi um campeonato óptimo e ficou provado que os atletas tinham saudades do ETL. O longboard europeu tem muitos atletas que não conseguem apoios para correr os circuitos profissionais, mas que adoram competir e necessitam de um circuito mais doméstico para o fazer. O objectivo da Federação Europeia de Surf é precisamente colmatar essas lacunas. Este ano temos esta etapa e a de S. Pedro do Estoril já confirmada, mas surgiu recentemente o interesse de uma organização espanhola, o que pode acrescentar uma terceira etapa ainda em 2015. Estou convencido que o ETL vai crescer bastante em 2016, inclusive com etapas fora do habitual triângulo Portugal-França-Marrocos.”

 

Com a conclusão da etapa do circuito europeu de longboard, termina igualmente a quarta edição do Atlantic Surf Fest, que em 2015 cumpriu um dos seus objectivos de longa data. “Sempre quisemos trazer aqui uma etapa internacional das modalidades de ondas e com este campeonato europeu de longboard conseguimos subir mais uns degraus na nossa escadaria de objectivos. O balanço desta quarta edição é muito positivo, sobretudo por termos conseguido cumprir esse objectivo, pela quantidade de baptismos de surf que fizemos e pela aula de surf adaptado, que encheu de sorrisos uma série de novos surfistas e todos os monitores! Gostávamos de subir mais uns degraus na quinta edição do Atlantic Surf Fest, com a realização de uma etapa do circuito mundial de surf de qualificação, masculina e feminina... já estamos em negociações, por isso acredito que será possível em 2016”, confessou Miguel Ferreira, da organização.

 

O Atlantic Surf Fest volta para o ano, em Canide Norte, Gaia, para mais surf e música, que preencheu as noites do bar Grão d’Areia, quartel-general do evento. A noite de sábado, com a presença do DJ Tiago Fragateiro, foi um sucesso e, apesar da chuva, não deixou de ser uma noite de verdadeira celebração do espírito do surf. Até para o ano!

 

O Atlantic Surf Fest 2015 foi uma organização da Malibu Escola de Surf, Surf Atitude e Rios & Trilhos, com o apoio do Município de Gaia, Águas de Gaia, SIMDOURO e Junta de Freguesia de Canidelo, tendo como main sponsors a Prozis Suplementação, Associação Vilanovense, Caetano Baviera Mini e Novotel Gaia, como sponsors a LBM Publicidade, Makoa Stand Up Surf, Glorify óculos, águas Vitalis e Stock-off, como parceiros oficiais o Bar Grão d’Areia, Nelo Kayaks, Pena Aventura Park, Douro Academy, Kllua Technical Sportswear, Atomic Energy Drink, Príncipe Salgueiros e Power On, como media partners a Surftotal, SURFPortugal e ONFIRE, o apoio técnico da Federação Europeia de Surf e Federação Portuguesa de Surf e a imagem e comunicação a cargo da GPDesign.

Periodicidade Diária

sábado, 13 de abril de 2024 – 09:03:08

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...