16 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Nuno Borges e Gastão Elias nos quartos de final do Oeiras Open 4

 

Portugueses aproximam-se de uma meia-final 100% nacional

Borges/Cabral procuram mais uma final lado a lado

 

Nuno Borges e Gastão Elias qualificaram-se, na tarde desta quinta-feira, para os quartos de final do quadro principal de singulares do Oeiras Open 4, o quarto torneio do ATP Challenger Tour organizado pela Federação Portuguesa de Ténis no Complexo Desportivo do Jamor.

 

O primeiro a seguir em frente foi Nuno Borges (275.º do ranking ATP), que não teve tarefa fácil, mas conseguiu desenvencilhar-se do qualifier cazaque Denis Yevseyev (390.º) e vencer por 6-7(2), 6-4 e 6-2 para chegar a mais uns quartos de final na terra batida do Jamor.

 

 

"Deixei o momento subir-me à cabeça e entrar nas minhas pancadas. A minha maneira de jogar estava mais tensa e não foi um jogo tão bem feito, por isso não saí com tão boas sensações quanto gostaria. Mas acontece, é mesmo assim, não posso sentir-me sempre bem”,lamentou o maiato, que depois da vitória apresentou-se visivelmente desgastado na conferência de imprensa.

 

Logo a seguir, Gastão Elias (292.º) também não entrou bem, só que conseguiu “encaixar” 11 jogos consecutivos para dar a volta ao compatriota 

 

 

Pedro Araújo (991.º e atual campeão nacional de sub 18) e triunfar, com os parciais de 7-5 e 6-0.

 

 

“Estes jogos são muito importantes para a confiança porque jogar contra portugueses nunca é fácil, há sempre uma tensão extra. No início senti um pouco isso e o facto de ter ficado dois dias sem competir também contribuiu para a falta de ritmo, por isso uma vitória assim, mesmo sem jogar bem, é importante em termos psicológicos”,admitiu o mais velho dos dois portugueses.

 

Em paralelo, o argentino Camilo Ugo Carabelli surpreendeu o oitavo cabeça de série, Riccardo Bonadio, com os parciais de 4-6, 7-5 e 6-1 para marcar encontro com Gastão Elias, enquanto o qualifier Filip Cristian Jianu (que começou a semana a vencer Francisco Cabral) superou o ex-número um mundial de juniores, Chun-hsin Tseng (quarto pré-designado), por 6-3, 3-6 e 6-1 para se colocar no caminho de Nuno Borges nos quartos de final.

 

 

A fechar a jornada ainda houve tempo para mais uma vitória portuguesa, com Nuno Borges e Francisco Cabral a aplicaram os parciais de 6-2 e 6-2 a Riccardo Bonadio e Nino Serdarusic para carimbarem o apuramento para as meias-finais de pares, onde por muito pouco não vão enfrentar dois compatriotas: Pedro Araújo e Fábio Coelho tiveram um match point no match tie-break, mas não o aproveitaram e perderam por 7-5, 5-7 e 11-9 para Julian Lenz e Roberto Quiroz. Gonçalo Oliveira também teve possibilidades de seguir em frente, mas ao lado de Evan King perdeu para os argentinos Cachin e Carabelli por 4-6, 6-1 e 10-7.

 

Texto: Gaspar Ribeiro Lança

Fotos: Sara Falcão

 

 

Periodicidade Diária

sexta-feira, 24 de setembro de 2021 – 09:33:34

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...