18 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Campeonato do Mundo de Veteranos coroa quatro campeões conceituados

 
- Paulo Travassos recebeu as duas medalhas de bronze
 
A terceira edição do Campeonato do Mundo de Veteranos a acontecer em Portugal terminou este sábado no Complexo Desportivo do Jamor, em Oeiras, onde a belga Klaartje Van Baarle, a alemã Helga Nauck, o norte-americano Eoin Collins e o sul-africano Clive Wilson conquistaram os títulos de singulares femininos e masculinos nos escalões de +55 e +60. Organizada pela Federação Portuguesa de Ténis com o apoio da Federação Internacional de Ténis, a prova regressará ao país em 2024, mas com os escalões de +30, +35 e +40.
 
No escalão de +55, o título feminino foi conquistado por Klaartje van Baarle. Segunda cabeça de série, a belga conquistou o 10.º título individual em Campeonatos do Mundo ao superar a italiana Simona Isidori por 6-4 e 6-3.
 
O título conquistado este sábado aconteceu um dia depois de ter ganho a competição de pares ao lado de Jurate Hardy e foi uma repetição da festa que já tinha feito em 2019, neste mesmo palco.
 
No mesmo grupo etário, o título masculino foi conquistado por Eoin Collins. O norte-americano tinha a seu cargo o estatuto de segundo pré-designado e com os parciais de 6-2 e 6-3 superou o teórico favorito à vitória final, Bart Theelen (Países Baixos), uma semana depois de ter derrotado o mesmo adversário na competição por equipas.
 
Collins nasceu em Dublin, na Irlanda, e chegou a ser tenista profissional, tendo como maiores feitos na curta carreira várias eliminatórias ao serviço do país na Taça Davis e a participação em dois quadros de pares dos Jogos Olímpicos, em Seul 1988 e em Barcelona 1992.
 
Depois mudou-se para os Estados Unidos da América, casou, foi pai e passou a representar aquela que considera a sua “nova casa”. A participação no Jamor foi a segunda no Campeonato do Mundo Individual de Veteranos e na anterior, em 2014, também terminou como campeão, mas em +45.
 
O título feminino de +60 sorriu a Helga Nauck, alemã que há oito dias já tinha erguido o troféu de campeã com a seleção feminina, no Clube de Ténis do Estoril, e que este sábado derrotou a brasileira Patrícia Medrado por 6-1 e 6-0 no Complexo Desportivo do Jamor para completar uma quinzena perfeita.
 
A alemã venceu pela primeira vez um título mundial individual em 2017, em +55, e em 2021 triunfou já neste escalão.
 
O derradeiro título de singulares foi conquistado por Clive Wilson. Um dia depois de encerrar a participação de Paulo Travassos (o melhor entre todos os portugueses) nas meias-finais, o sul-africano teve uma tarefa bem mais fácil frente ao sueco Peter Jetzel e só cedeu três jogos a caminho da vitória por 6-1 e 6-2.
 
Enquanto semiprofissional, Wilson representou o Zimbabué (país onde nasceu) na Taça Davis. Já como veterano e, entretanto, a residir na Austrália, apesar de representar a África do Sul, conquistou este sábado o primeiro título de campeão mundial.
 
Nenhum dos quatro campeões mundiais de singulares consagrados este sábado perdeu qualquer set a caminho do respetivo título. À exceção de Wilson (M60), já todos passaram pelo primeiro lugar de um ranking mundial de veteranos em singulares.
 
Para além das quatro finais de singulares, a derradeira jornada também coroou Anders Rosen e Maria Seger como campeões de pares mistos +55. Um dia após impedirem o português Paulo Travassos e a sueca Magdalena Sekkenes de revalidarem o título conquistado há um ano, os suecos anularam três match points no tie-break da segunda partida e levaram a melhor sobre os australianos Kerryn Cyprien e Jay Pike por equilibrados 5-7, 7-6(6) e 11-9 na decisão.
 
A cerimónia de encerramento também contou com a presença de Paulo Travassos, que recebeu as medalhas de bronze relativas às prestações em singulares masculinos +60 e pares mistos +55.
 
Esta foi a terceira edição de um Campeonato do Mundo de Veteranos por Equipas e Individual a acontecer em Portugal, todas nos últimos quatro anos.
 
E em 2024 a maior cimeira do ténis mundial de veteranos regressará ao país, entre 4 e 17 de agosto, mas com os escalões de +30, +35 e +40.
 
Fotografias: Sara Falcão

Periodicidade Diária

sábado, 13 de julho de 2024 – 00:37:23

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...