15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Portugueses no mundo

 


Foto Rubin/LVF

 

Em Itália, o Conad Olimpia Teodora Ravenna, de Júlia Kavalenka, regressou às vitórias, após uma série de três derrotas consecutivas. Venceu (3-1: 18-25, 25-17, 27-25 e 25-20), fora, o Itas Città Fiera Martignacco, que era 7.º classificado.
A oposta lusa contabilizou 15 pontos, resultantes de 14 ataques e 1 bloco.


Actualmente na 4.ª posição da Serie A2 Girone Est, o Ravenna mantém viva a esperança de poder qualificar-se para a Pool de promoção: tem 25 pontos, mas terá de esperar pelos desfechos dos próximos jogos do Volley Soverato (tem 24 pontos, mas 3 jogos em atraso) e do CBF Balducci HR Macerata (23 pontos/2 jogos em atraso).

 

Na Coreia do Sul, o Seoul Woori Card Wibee VB, de Alexandre Ferreira, actualmente no 4.º lugar da V-League, perdeu com o Cheonan Hyundai Capital Services Skywalkers (2-3) e o Suwon KEPCO Vixtorm (0-3), mas mantém a esperança de subir na tabela classificativa pois volta a defrontar estes adversários, respectivamente nos dias 28 e 31 de Janeiro.

 

Em França, o SAEMS Tourcoing Volley-Ball Lille Métropole, de Lourenço Martins, que chegou a liderar o campeonato mas ocupa actualmente o 5.º lugar na tabela classificativa, visita o Nice (12.º) amanhã, em jogo em atraso da 7.ª jornada, e o Ajaccio (14.º) na sexta-feira, na 16.ª ronda, pelo que é legítima a esperança de regressar brevemente aos lugares cimeiros.


No último jogo que disputou para a Ligue A gaulesa, o Tourcoing recebeu e venceu o Nice pela margem máxima: 3-0 (25-20, 25-19 e 25-19).

 


Foto: Marta Hurst

 

Em Espanha, a equipa do Osacc Haro Rioja Vóley, de Marta Hurst, cumpre um período de confinamento devido aos casos de COVID-19.


A propósito do momento complicado que todos vivemos, a zona 4 portuguesa salientou, na sua página do Instagram:


“Neste contexto de pandemia, penso que é fundamental desenvolvermos diferentes perspectivas. Neste momento, estou no meu 2.º isolamento devido à COVID-19.
É sem dúvida frustrante não poder treinar e ter que adiar jogos. No entanto, decidi ver esta “pausa” como uma grande oportunidade de aprendizagem. Tenho visto mais jogos internacionais e aproveitei para analisar também os meus próprios jogos.
Após a nossa 1.ª quarentena colectiva, tivemos apenas 2 dias para treinar. Comecei esse jogo com confiança e mesmo muita vontade de voltar a jogar. Apesar disso, não tive um bom desempenho inicial. O meu serviço era sinónimo de ponto para o adversário, e a nível de ataque acabei o 3.º set com apenas 1 ponto (8 pontos em 3 sets no total).
Para além disso, estávamos a perder 2-1. Resultado que nos aproximava de uma derrota, se não conquistássemos o empate no 4.º set. Confrontada com isso, aceitei o facto de que realmente não estava a jogar bem e apoiei-me na confiança que a minha equipa continuava a ter em mim.
Não ia deixar que o início definisse o final. E a partir daí houve um click. Mudei a minha perspectiva, a minha mentalidade, e o meu jogo mudou: de 8 pontos em 3 sets, passei a 22 pontos nos 2 últimos sets.
Foi uma grande vitória desportiva, mas ainda maior foi a vitória mental“.


No mês de Fevereiro, o Osacc Haro Rioja Vóley vai tentar erguer a XLIVI Copa SM la Reina, a disputar pelas seis melhores equipas da 1.ª volta da Liga Iberdrola, a principal competição espanhola de femininos.

 

Na Bélgica, o Lindemans Aalst, de José Pedro Gomes, foi vencer (3-1: 25-19, 25-22, 27-29 e 25-21) o VDK Gent, e ocupa o 5.º lugar na Euromillions Volley League, em igualdade pontual – mas com menos um jogo disputado – com o 4.º classificado.
A equipa do zona 4 português, autor de 15 pontos neste último jogo, tem uma série de cinco jogos muito complicada pela frente: defronta hoje os turcos do Fenerbahce Istanbul, amanhã os polacos do PGE Skra Belchatow e quinta-feira os polacos do ZAKSA Kedzierzyn-Kozle, na Pool A da Liga dos Campeões, onde ocupa a última posição.


No dia 30 de Janeiro e no dia 6 de Fevereiro, defronta o Steengoed Arenavc Greenyard Maaseik (Noliko Maaseik), líder da Liga Belga, nas meias-finais da Taça da Bélgica.

 

Atletas / técnicos que actuam no estrangeiro e/ou com inscrição iniciada em 2020/2021:

 

Cuprum Lubin (Polónia) – Miguel Rodrigues
Woori Card Wibee (Coreia do Sul) – Alexandre Ferreira
Al Jazira SC (Emirados Árabes Unidos) – Marco Ferreira
Olimpia Teodora Pallavolo Ravenna (Itália) – Júlia Kavalenka
SAEMS Tourcoing Volley-Ball Lille Métropole – de Lourenço Martins
OSACC Haro Rioja Vóley (Espanha) – Marta Hurst
Dinamo de Bucareste (Roménia) / Lindemans Aalst (Bélgica) – José Pedro Gomes
UVC Holding Graz (Áustria, 1. Bundesliga) – José Jardim
UVC Holding Graz (Áustria, 1. Bundesliga) – Tiago Pereira
Martigues VB (França) – Francisco Pombeiro
Martigues VB (França) – Gerson Gomes
Orkelljunga VK (Suécia) – Rafael Cavalcanti
Istres Ouest-Provence Volley-Ball (França) – Beatriz Santos
Union AS Seyssinoise VB (França) – Sérgio Miranda
Chênois Genève (Suíça) – Rui Santos (Ruca)
VBC Val-de-Travers (Suíça) – Ana Paula Silva
VC Don Bosco Tournai (Bélgica, Div. Provincial) – Bruno Lobo
CAPCI (Bélgica) – João Luís Sousa
Amiens Métropole Volley-Ball – André Mata
Team South Wales (Inglaterra) – Mara Mata
LE Volleys (Alemanha, Regionalliga) – Matilde Silveira
Durham Palatinates Women (Inglaterra / Super League) – Susana Veiga
Quimper Volley 29 (França) – Kristyna Vojikova
Etudiant Club Orleanais (França) – Joana Gonzalez
Argenteuil VB 95 (França) – Carla Nina de Oliveira
Dartford (Inglaterra, Div. 1) – Mariana Santos
KSV (Dinamarca) – Maria Inês Lupi Caetano
KSV (Dinamarca) – Catarina Nunes
Volley Bartréng (Luxemburgo) – Ricardo Mota
Star-Ice (Bélgica/Provinciale) – Inês Mendes de Oliveira


Treinadores:


Orkelljunga VK (Suécia) – Idner Martins
Istres Ouest-Provence Volley-Ball (França) – André Sá
Istres Ouest-Provence Volley-Ball (França) – David Sousa
Degerfors Volley Orion (Suécia) – Ivan Nunes
Volley Lugano I (Suíça/LNA) – Filipe Lacerda
VBC Galina (Liechtenstein, 1. Liga Suíça) – Filipe Carrasco Soares
Blue Volei Clube (Angola) – André Pereira

 

Supervisores e árbitros portugueses em acção nas competições europeias

 

Ricardo Ferreira
Pool B da Liga dos Campeões – femininos, Torneio a disputar em Nantes (França), de 26 a 28 de Janeiro de 2021.

 

Vítor Gonçalves
Pool A da Liga dos Campeões – femininos, a disputar em dois torneios – Torneio em Schwerin (Alemanha), de 2 a 4 de Fevereiro de 2021.


 

Periodicidade Diária

domingo, 13 de junho de 2021 – 22:49:26

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...