15 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Notícias

Pré-convocados da Selecção Nacional

 

 

A equipa técnica da Selecção Nacional de Seniores Masculinos, liderada por Hugo Silva, divulgou hoje a pré-convocatória de 25 jogadores, de onde sairão os 16 jogadores que irão iniciar, a partir de 19 de Abril, os trabalhos de preparação da fase de apuramento para o Campeonato da Europa 2021, cuja fase preliminar se disputa em Maio deste ano.

 

No primeiro passo para o regresso ao trabalho, Hugo Silva salienta:
“Primeiro de tudo, será um ano diferente de todos os outros por todas as condicionantes que trouxe esta pandemia, como o adiamento de competições, sobrecarregando o próximo período com as mesmas. Mas a pior, e que foi tida mais em conta nesta convocatória, é o momento e a forma com que todos chegam aqui, pois sabemos que, na generalidade, não é o melhor devido às constantes paragens e às muitas dificuldades em treinar em boas condições. Dessa forma, vamos procurar trazer alguma maturidade com esta convocatória inicial (para a qualificação europeia), que vai permitir esconder um pouco dessa grande lacuna do momento de forma individual. Contudo, nunca abdicaremos da constante renovação e procura de novos talentos em algumas posições e daí a escolha de jovens jogadores que serão postos à prova“.

 

Quanto aos objectivos traçados, o Seleccionador Nacional é peremptório:
“Obviamente, o objectivo principal passa por uma inédita qualificação europeia pela segunda vez consecutiva e sei que todos vão querer estar nesse feito.
Relativamente à Golden League, constituirá a nossa preparação para um enorme e colossal desafio que é jogar a Volleyball Challenger Cup e aspirar ao regresso à Liga das Nações. Será certamente uma Challenger Cup diferente da última que disputámos (2018), pois a fasquia está ao nível do melhor que a Liga das Nações apresenta, dado que há selecções incríveis a lutar pelo mesmo objectivo que nós.
Em suma: devemos fazer uma boa preparação inicial para conseguirmos o grande desígnio deste ano e, depois, revelar audácia e ambição para discutir a Golden League e a Challenger Cup“
.

 

 

Pré-convocatória (25 jogadores)

 

Miguel Rodrigues (Cuprum Lubin/Polónia) – Distribuidor
Tiago Violas (SL Benfica) – Distribuidor
José Neves (AJ Fonte do Bastardo) – Distribuidor
Afonso Reis (Esmoriz GC) – Distribuidor

Phelipe Martins (Leixões SC) – Central
Filip Cveticanin (SC Espinho) – Central
Gerson Gomes Pereira (Martigues VB/França) – Central
Nuno Teixeira (VC Viana/Casa Peixoto) – Central
José Belo (Castêlo da Maia GC) – Central
Ricardo Martins (Esmoriz GC) – Central

Alexandre Ferreira (Seoul Woori Card Wibee VB/Coreia do Sul) – Zona 4
Lourenço Martins (SAEMS Tourcoing/França) – Zona 4
Sebastião Leão (AA São Mamede) – Zona 4
André Marques (Castêlo da Maia GC) – Zona 4
Tiago Pereira (UVC Holding Graz/Áustria) – Zona 4
Nuno Marques (SL Benfica) – Zona 4
Alexandre Gonçalves (GC Santo Tirso) – Zona 4

Marco Ferreira (Al Jazira SC/Emirados Árabes Unidos) – Oposto
Hugo Gaspar (SL Benfica) – Oposto
Dinis Leão (SC Espinho) – Oposto
Bruno Cunha (AJ Fonte Bastardo)– Oposto

João Fidalgo (Sporting CP) – Libero
Ivo Casas (SL Benfica) – Libero
Gil Meireles (Sporting CP) – Libero
Januário Alvar (SC Espinho) – Libero

 

Campeonato da Europa 2021

 

Nesta derradeira fase de apuramento para o EuroVolley 2021, a Selecção Nacional defronta, em dois torneios na Pool G, a Noruega, a Bielorrússia e a Hungria.


Portugal irá acolher o Torneio 2 da Pool G, de 14 a 16 de Maio, enquanto a Hungria recebe, de 7 a 9 de Maio, o Torneio 1.

 

Apuram-se para o Europeu (organizado pela Polónia, República Checa, Estónia e Finlândia), os vencedores das sete pools de qualificação e os cinco melhores segundos classificados.


As 12 selecções apuradas nestas fases de qualificação irão juntar-se aos 4 organizadores e às outras 8 selecções já qualificadas de acordo com a classificação final da edição de 2019.

 

European Golden League

 

A EGL é uma competição disputada por algumas das principais selecções europeias e que dá acesso à denominada Liga das Nações de Voleibol (Volleyball Nations League).

 

Portugal disputou pela primeira vez a VNL em 2019, após ter conseguido vencer a final da Volleyball Challenger Cup 2018, em Matosinhos.


Tal como em 2020, a Selecção Nacional, orientada por Hugo Silva, vai disputar a European Golden League, tentando repetir o feito de 2018 em que atingiu a Final Four da prova, pese embora o facto de o nosso país ser o organizador (em Junho/Julho) garantir, desde logo, a presença na Challenger Cup 2021.

 

Na European Golden League 2021, Portugal vai defrontar, na Poule C, novamente as suas congéneres da República Checa – vencedora da Final Four em 2018 e finalista da Challenger Cup 2018 – e da Turquia (vencedora em 2019), às quais se junta a Bielorrússia, adversária de Portugal na fase de qualificação para o Campeonato da Europa de Seniores Masculinos.

 

A Poule C da EGL vai ser disputada em dois torneios: o 1.º agendado para 28 a 30 de Maio de 2021 (em Portugal) e o 2.º torneio para 4 a 6 de Junho, na Bielorrússia.

 

A European Golden League compreende três poules:

 

Poule A – Bélgica, Espanha Estónia e Letónia
Poule B – Holanda, Ucrânia, Eslováquia e Roménia
Poule C – Turquia, República Checa, Bielorrússia e PORTUGAL

 

Os três melhores classificados de cada poule e o organizador apuram-se para a Final Four, que em 2020 será disputada na Bélgica (18 a 20 de Junho). Se o organizador for o 1.º classificado na sua poule, apura-se o 2.º classificado dessa mesma poule.


Os dois primeiros classificados desta Final Four europeia qualificam-se para a Challenger Cup – a disputar em Junho –, onde vão encontrar os vencedores das competições continentais disputadas sob a égide da NORCECA (América do Norte e Centro), AVC (Ásia) e o vencedor do play-off entre o vencedor da CSV (América do Sul) e da CAVB (África), bem como o organizador desta fase [Portugal], num total de seis selecções.

 

O vencedor da Challenge Cup 2021 apura-se para a Liga das Nações de Voleibol de 2022.

 

A turma das quinas participou na prestigiada VNL em 2019, após ter conseguido vencer na Final da Volleyball Challenger Cup 2018 a República Checa por 3-1 (18-25, 25-22, 25-19 e 25-16), no CDC Matosinhos.


A Liga das Nações é disputada por 16 selecções nacionais: 12 «fixas» que estão sempre qualificadas para a competição e quatro «desafiadoras» (em 2019, Portugal, Canadá, Bulgária e Austrália), sendo que a última classificada destas selecções desce à Golden League, sendo substituída pela vencedora da Challenger Cup, um torneio que qualifica o vencedor para a próxima edição da Liga das Nações como equipa «desafiadora».

 

 

Periodicidade Diária

domingo, 13 de junho de 2021 – 23:08:11

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...