17 anos ao serviço do Desporto em Portugal

publicidade

 

Fred e Regina Guimarães - "Mãos no fogo"

Neste trabalho, Fred cria um ambiente sonoro para a declamação de Regina Guimarães, poetisa, cineasta, dramaturga e letrista 
 
Fred sempre foi um grande fã do trabalho de Regina Guimarães, poetisa, cineasta, dramaturga e letrista.
 
Os poemas e letras de Regina fazem parte das suas memórias de vida e desde sempre se lembra de ter começado a ouvir as suas letras cantadas por vários artistas que muito admira e de ficar completamente rendido com as palavras e a poesia cantada.
 
Desde então, foi acompanhando o seu percurso e a sua admiração por Regina não parou de crescer.
Quando passou a integrar a banda Três Tristes Tigres em 2020, Fred pôde mergulhar ainda mais no seu trabalho seja pelas letras que escreveu para o disco “ Mínima Luz “ ou pelo repertório antigo dos Tigres que estudou a fundo na altura.
 
Há algum tempo que Fred pensava num disco que ligasse a música à poesia e à força das palavras e sempre que pensava nesta possibilidade, era Regina que lhe vinha à cabeça assim como a sua voz e poemas maravilhosos que tanto o marcaram. Era com a Regina que queria fazer esta viagem.
 
Ana Deus apresentou-os e começaram o processo que leva a este resultado final, “Mãos no Fogo” e que Fred descreve da seguinte forma, “Quando falámos, a Regina aceitou fazer uma experiência e convidou-me para casa dela no Porto. Fui lá a primeira vez com um pequeno setup de gravação que montei na sala de casa dela, onde a Regina , sentada numa cadeira me leu alguns textos.
Desde a primeira leitura que a sua voz e os seus textos, ressonaram em mim com muita força e senti-me absolutamente sortudo por poder estar a viver aquele momento tão especial.
Mal saí no primeiro dia, fechei-me a ouvir vezes sem conta as gravações e a tentar criar as músicas para o que foi dito na sua sala.
 
Isolei-me, andei a pé no meio da natureza e, durante um ano, tentei entender o seu mundo e o meu, tentando seguir o meu coração e intuição. Passado uns tempos combinamos outra gravação em casa da Regina, e o processo repetiu-se, outra e mais outra e mais outra vez.
 
Nestes dias lembro-me bem dos nossos almoços no restaurante de frente da sua casa e das nossas conversas sobre tanta coisa e que tanto me inspirou. Foi um dos processos mais bonitos em que estive na minha vida e sinto uma enorme gratidão por ter a oportunidade de o ter feito algo com uma pessoa tão especial para mim
Viva a Regina e a vida”.
 
"Mãos no Fogo" é editado hoje, dia 23 de janeiro estando disponível em todas as plataformas digitais. 
 

Periodicidade Diária

domingo, 29 de janeiro de 2023 – 20:06:34

Pesquisar

Como comprar fotos

publicidade

Atenção! Este portal usa cookies. Ao continuar a utilizar o portal concorda com o uso de cookies. Saber mais...